PÁGINA INICIAL > MINERAÇÃO

Água Mineral



Fórmula Química: H2O

Histórico: na Mesopotâmia há registros de poços escavados a 8 mil a.C.,. Os Sumérios desviaram o curso dos rios, plantaram em suas várzeas e construíram barragens com canais de drenagem e sistemas de distribuição de água para irrigação agrícola. Na Babilônia, já existiam sistemas de coleta de esgotos nas cidades; na Índia, por volta de 3.750 a.C., foram construídas galerias de esgotos em Nippur e, em 3.200 a.C., obras para o abastecimento e drenagem de água no Vale do Indo. No Japão, a história do relacionamento do homem com o Lago Biwa, na Província de Shiga, é apresentada através de exposições de ruínas encontradas no fundo do lago, meios de transporte lacustre utilizados, meios de pesca e uso e controle da água que remontam até há 20 mil anos. Os Romanos, precursores do termalismo, já conheciam as propriedades medicinais das águas minerais. Do uso ao comércio, a água mineral foi introduzida na Gália e passou a ser regulamentada na França pelos poderes públicos em 1605. Porém, somente no século XIX é que surgiu a indústria de envasamento de água mineral. No Brasil, em 1945, o Presidente da República, Getúlio Vargas, assinou o Decreto-Lei nº 7.841, publicado no DOU de 20 de agosto de 1945, conhecido como o "Código de Águas Minerais", padronizando o aproveitamento das águas minerais brasileiras utilizadas em balneários ou para comercialização através do engarrafamento.

Aplicação: consumo para bebida, indústria e uso doméstico.

Empresas Produtoras no Estado do Pará: Indaiá Brasil Águas Minerais, Benevides Águas S/A, Gema-Geologia e Mineração Mont´Alverne Ltda, Água Mineral Mar Doce, Belágua - Belém Águas Ltda.

Produção do Estado do Pará (1.000 Litros):

A Água Mineral no Brasil e no mundo: de todas as bebidas consumidas no mundo, a água engarrafada é a que mais cresce. E o Brasil já é o quarto maior mercado consumidor, ficando atrás apenas de Estados Unidos, México e China.

O volume de água mineral explorado anualmente no planeta é da ordem de 90 bilhões de litros, com um faturamento de mais de US$ 22 bilhões.

O maior reservatório subterrâneo de água do mundo está no subsolo de oito estados brasileiros e se estende até a Argentina, o Uruguai e o Paraguai. Chamado de aqüífero Guarani, é um gigantesco reservatório com 45.000 KM³ de água potável. Esse tesouro natural armazena cinco vezes mais água que o segundo maior reservatório do mundo, a Grande Bacia Artesiana da Austrália. O aqüífero Guarani foi descoberto pela Petrobras durante a década de 50, quando a empresa fazia explorações em busca de petróleo. Entretanto, foi só em 1995 que geólogos do Brasil, da Argentina, do Paraguai e do Uruguai, chegaram a um acordo sobre suas verdadeiras dimensões. Recentemente, descobriu-se que o aqüífero Alter do Chão, localizado no oeste do Pará, poderá ser duas vezes maior que o aqüífero Guarani, com volume de 86,4 mil KM³.

Fontes: MMA, ABINAM, ANA

EMPRESAS FILIADAS